Terça-feira, 22 de Maio de 2018

Lagoa de Dentro

Publicada em 11/03/18 às 10:49h - 86 visualizações
Lagoa de Dentro terá internet banda larga em 8 comunidades

Jobson Soares


 (Foto: Reprodução )
A Prefeitura de Lagoa de Dentro, está firmando parceria com o Governo Federal para instalação de internet banda larga em 8 comunidades do município. A assinatura do programa "Internet para Todos", que acontece em Brasília, na próxima segunda-feira (12), contará com presença de diversos prefeitos, secretários de comunicação e tecnologia e do Ministro Gilberto Kassab

De acordo com o prefeito Fabiano Pedro (PSD) as comunidades beneficiadas serão: Maria da Cruz, Bom Jesus, Pitombas, Gravatá, Lagoa do Meio, Boa Vista (bairro e conjunto Frei Damião), Canto de Pedra e Cristo Rei.

Fabiano que esteve em Brasília no mês passado para visitar gabinetes dos parlamentares, entregou ofício que celebra o interesse no programa, ele explicou que o programa "Internet para Todos" permitirá levar a Internet em banda larga a todos os pontos do nosso país, oferecendo uma conexão em alta velocidade através do SGDC (Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações).

De acordo com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, após a assinatura do termo de adesão ao programa, na segunda-feira, os municípios ficam liberados para receberem as antenas e o sinal de internet poderá ser instaladas já no mês de maio.

As empresas prestadoras de serviços de conexão à internet se beneficiarão de isenção tributária e terão o apoio das prefeituras na implantação da infraestrutura, garantindo internet banda larga a baixo custo. As empresas poderão prover elas mesmas os serviços ou trabalhar em parceria com provedores locais para a sua efetiva disponibilidade.

INTERNET PARA TODOS

Internet para Todos é conexão em banda larga a preços reduzidos para democratizar o acesso à internet buscando a inclusão social.

O programa Internet para Todos é uma ampliação do GESAC, Programa Governo Eletrônico - Serviço de Atendimento ao Cidadão, responsável por conectar à internet escolas, hospitais, postos de saúde, aldeias indígenas, postos de fronteira e quilombos, em áreas remotas que não têm outro meio de serem inseridas no mundo das tecnologias da informação e comunicação.

O programa Internet para Todos tem por objetivo prover conexão às pessoas que vivem em uma localidade de um município. No Brasil há mais de 30.000 localidades sem a conexão ou com prestação inadequada de serviço de acesso à internet.

O Internet para Todos será implementado a partir de parcerias entre o MCTIC e municípios e executado por empresas credenciadas junto ao ministério.

Para participar do programa, os municípios deverão firmar um termo de adesão com o MCTIC, no qual indicarão as localidades para atendimento. Esse termo define as obrigações do município, como a garantia de infraestrutura básica para a instalação dos equipamentos de conexão e a aprovação pelas Câmaras Municipais da dispensa da cobrança de Imposto Sobre Serviços (ISS).

Os moradores das localidades indicadas pelos municípios terão a oportunidade de contratar serviços de conexão à internet oferecidos por empresas prestadoras de serviços de telecomunicações, que serão credenciadas pelo MCTIC a partir de janeiro de 2018. Essas empresas poderão prover elas mesmas os serviços ou trabalhar em parceria com provedores locais para a sua efetiva disponibilidade.

O Internet para Todos não oferecerá o serviço gratuito, mas a preços reduzidos, pois a empresa tem um ônus para manter a infraestrutura de conexão. Entretanto, a empresa que atender essas localidades, por ter as garantias e isenções oferecidas pelo Programa, poderá oferecer um produto com um preço menor.

Como parte do esforço do governo federal para ampliar o acesso à internet em banda larga no país, a Telebrás, por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), atuará na implantação do Internet para Todos.

O satélite será utilizado para prover conexão, especialmente nas regiões mais remotas. Lançado em 4 de maio de 2017, o equipamento tem capacidade para cobrir todo o território brasileiro. É o primeiro satélite geoestacionário brasileiro de uso civil e militar. O projeto é fruto de uma parceria entre o MCTIC e o Ministério da Defesa, com investimentos estimados em R$ 2,7 bilhões. A previsão é que ele seja operacional por 18 anos.

A lista publicada no site serve como referência para as empresas que queiram se credenciar. A inclusão de municípios e mesmo a definição de localidades a serem atendidas serão feitas pelos próprios municípios na sua adesão ao programa.

Henrique Florêncio com MCTIC



Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

No Ar
A Voz do Brasil
(83) 9 9314-1313

Redes Sociais


Peça sua Música

  • Damasio Andre
    Cidade: Lagoa de dentro
    Música: Zorro do Asfalto - Hungria
  • Danilo dos Santo Silva
    Cidade: Rio de Janeiro
    Música: Barton Galeno
  • joseborges deoliveira neto
    Cidade: sao tomern
    Música: roberta mirada
  • Santos
    Cidade: São paulo
    Música: Roberto Carlos chegaste, ofereço ,p/rosenilde Nunes ,de lagoa de dentr
  • Jose Carlos
    Cidade: Fortaleza
    Música: Avioes do Forro (Planeta de Cores)
  • Camila
    Cidade:
    Música: Pare e Pense - Diego e Marcel
Publicidade
Onde Estamos
Estatísticas
Visitas: 68889 Usuários Online: 14


Parceiros



A Rádio da Gente! Seja bem vindo ao nosso site!
Copyright (c) 2018 - Rádio Comunitária Lagoa FM - Lagoa de Dentro/PB - Todos os direitos reservados